A história da homossexualidade

Encontrei esse vídeo no blog do Papai Gay e achei muito interessante. De fato, muito “educativo”, às mentes heterossexuais que não conseguem “aceitar” a homossexualidade porque o preconceito é algo enraizado. Pra vocês verem, o preconceito é muito mais recente do que os religiosos pregam. O grande culpado foi Constantino.

Tem um outro vídeo muito bom, também muito didático:

Abordamos pelo ponto de vista geográfico, histórico e biológico… vou pensar numa forma de provar matematicamente, quem sabe não é isso que falta pra convencer as pessoas?

Anúncios

4 Respostas

  1. Roberto Fonseca

    Eu torço pelo dia em que você se transforme realmente em borboleta. Veja, a palavra borboleta, em grego, é psiché (ou psiquê), que também significa alma. E é se transformando em borboleta que você se torna livre para voar. Mas para isso basta viver com intensidade e aprender com tudo o que a vida lhe oferece. Um abraço grande do seu ex(?)terapeuta.

    21 de dezembro de 2010 às 15:55

  2. Não sei pq… acho que meu outro comentário não foi!!!

    Bem… não entendo o motivo que as pessoas buscam na ciência uma forma de justificar o homossexualismo… é como se elas precisassem de provas cabais para uma coisa tão natural… Pq justificar ou racionalizar algo??? Para que assim possa se sentir menos “diferente”… afinal, se é natural… é aceitável!!!

    Bem… Obrigado pela passagem no meu blog… voltarei aqui… beijos meu caro! Até! ;)

    19 de novembro de 2010 às 13:39

    • Obrigado pela visita!

      Pois então, em verdade eu penso que a ciência poderia justificar o homossexualismo não só para que as outras pessoas (não homossexuais) possam aceitá-la – até porque, mesmo se fosse justificada, muitos ainda não aceitariam. Não anda a ciência cheia de descobertas sendo que ainda tem gente que usa a bíblia como explicação para a origem de todas coisas?
      Meu ponto é outro: a homossexualidade deve ser esclarecida aos próprios homossexuais. Assim como quem tem qualidade X ou Y (cor de pele, doença, comportamento, cultura) sabe a sua origem, seja pela genética, seja meio meio, acho que nós também devíamos saber. É isso que me interessa.

      19 de novembro de 2010 às 17:53

  3. Bem… meu caro… antes de mais nada… agradeço a passagem pelo meu blog… e o cometário é claro.
    Quanto a sua publicação… bem… acho que o fato de tentarmos convencer um determinado grupo de pessoas é uma tentativa um tanto quanto pretenciosa… não tenho que convencer ninguém… Não nego que tenho vontade eminente de matar o infeliz que faz um comentário cretino na minha frente… Mas, convencer não seria uma imposição tão preconceituosa quanto o fato da pessoa não aceitar??? Bem… acredito no respeito mútuo, as pessoas não precisam me parabenizar pela minha sexualida e sim respeita-la.

    Beijos… voltarei!

    19 de novembro de 2010 às 12:25

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s